MAGNA EPÍGRAFE TRÁGICA

por Daniel Guerra

(Da MAGNÂNIMA Tese “O Diretor Como A Grande Máscara”, Achada Perdida Mofada Entre os Projetos Mofados Negados da Grande Biblioteca Mofada do Suprema Academia da Arte, Em Salvador, Ou Seja, Em Lugar Nenhum)

 

I

Eu já Tinha previsto Isso:

Ter de Entregar à Esquizofrenia, 

À Fragmentação da Máscara

(Após ter visto tudo como Máscara).

O Corpo Dito São. 

 

E Depois, o Retorno à Máscara

Mais uma vez, Sem Medo.

Mas agora, Como Nunca

DESFIGURADO.

 

II

Pois já havia nascido

a Primeira Máscara

A Ekédi Cuidadora de Corpos.

Sempre Atenta, olhos grudados

ao Fluxo da Vida Encarnada.

Foi A Ekédi, a Pseudo-Candomblezeira,

A Grande Zombeteira

Que me Sussurrou

A Cínica Resposta à tudo que Descobri.

Não o Fruto de uma Idéia

Não o Fruto de uma Iluminação sem Raízes.

Mas o Resultado Inevitável.

O Grande Susto Frente ao Grande Abismo.

O Grito.

 

III

Mas Antes,

Houve o Entendimento

da Outra Máscara.

O Personagem.

Um dos mais Complexos Personagens da Literatura Dramática.

A Máscara mais perfeita de Ibsen.

Tinham-no FABRICADO, 

A PRÓPRIA HISTÓRIA OS CONDENA.

Nós o Sabemos.

Em Algum Ponto Do Tempo e Do Espaço

E Não num Não-Lugar,

Não num Não-Tempo,

Não NATURALMENTE,

foi CRIADA. A Máscara

A MÁSCARA MISTERIOSA.

Está escrito nos livros

O DIA DO SEU NASCIMENTO.

SEU BATISMO.

NO EPICENTRO DO SÉCULO XIX,

O MONSTRO, O GOLEM-FAUSTO

NASCEU. ELA,

A mais PROFUNDA das Máscaras da COMÉDIA DO TEATRO:

O DIRETOR.

e seu Duplo:

O ENCENADOR.

O que Observa.

O Grande Olho.

O Começo de Tudo

Mensageiro Único da Idéia.

O Sedutor.

Mefisto Andrógino, Filho de Deus com o Diabo.

O Corpo Neutro.

O Corpo que Participa de Tudo, mas que não Está Contido Em Qualquer Coisa.

O Manipulador, O Bondoso, o Que conjura Todas As Qualidades de Temperamento.

O Pai. A mãe. O Intercessor. O preceptor. O Mestre. O PROVOCADOR.

 O QUE SE ASSENTA SOBRE AS MÁQUINAS.

O CORPO SEM CORPO.

AQUELE QUE TRANSITA ENTRE TODOS OS MUNDOS.

O SEM-DESEJO.

O SEM-FÉ.

O SEM-DEUS.

O INTELECTUAL.

A VIRGEM. A PUTA.

A IDÉIA.

O MAIS FRACO.

A VÍTIMA.

O CORDEIRO DE SACRIFÍCIO.

AS ÚLTIMAS CINZAS.

O VAPOR.

O JÁ-MORTO.

 

Mas

Quando foi que não atentaram

Para o seu VELÓRIO??

 

(ACEITE ESSA QUE É A MINHA ÚLTIMA FLOR.

DE CORAÇÃO, VÁ

MEU AMIGO,

MEU MELHOR INIMIGO,

MINHA MÁSCARA ,

MINHA MENTIRA MAIS DIVERTIDA)

 

IV

PORQUE HOJE É A HORA DOS ASSASSINOS.

DOS NOVOS NASCIMENTOS.

OS OVOS DAS MOSCAS

JÁ ESTALAM

ECLODEM

NA TUA ÓRBITA MORTA

O MILAGRE

O ZUM ZUM ZUM DOS BEBÊS

OS NOVOS VERMES REMEXEM.

DAS ENTRANHAS MORTAS

O MILAGRE DA VIDA.

Ó!

 

OS VERMES ALADOS

AS MÁSCARAS CRIADAS

JÁ SOBREVOAM

NOSSAS NARINAS

 

NÃO NATURALMENTE

MAS NUM TEMPO

E NUM ESPAÇO

 

ADMITIDAS

ENQUANTO MENTIRAS

PORTANTO VERDADEIRAS

ENQUANTO PASSAGENS

 

(POIS SÓ EXISTE AQUILO QUE É EFETIVO)

 

V

EIS AS MÁSCARAS QUE NASCEM

(ENTRE TANTAS OUTRAS QUE SE PODE CRIAR

DEPOIS DO ADVENTO DA GRANDE LIBERTAÇÃO

SUGERIDA NOS ANAIS TRANS-LEGAIS DO SÉCULO

QUE VIGORA E DO SÉCULO QUE VIRÁ):

 

VI

MÁSCARA VENDEDOR DE CACHAÇA DA PRAIA

A QUE CONCEBE O MAR

PORTANTO

O ETERNO MINÚSCULO

 

VII

MÁSCARA GARÇOM ESPÍRITA

A QUE CONCEBE O BAR

PORTANTO

O ETERNO SERVENTE

 

VII

MÁSCARA DIRETOR ENCENADOR

A QUE CONCEBE TUDO O QUE EXISTE

PORTANTO

O ETERNO DEFUNTO

 

VIII

DE RESTO

 

VIX

TUDO

 

X

É JOGO

 

XI

E MÁSCARA

 

XIX

PORTANTO

 

XX

SÓ NOS RESTA

 

XXI

OS ESPAÇOS DO DEVIR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s